Como sobreviver ao seu ex-namorado!

20 mar

Antes de começar com essa coisa de relacionamentos, quando o amor ainda era apenas uma coisa platônica na minha vida, imaginava que a vida de quem tinha o status namorando no orkut, era mais que perfeita perfeita e que com alguém do lado, faltavam motivos para tristeza e lágrimas. Parece idiota, mas até quase a oitava série esse era o meu pensamentos sobre mãos dadas e amassos.

Quando cruzei e tropecei no meu primeiro grande amor, percebi que as coisas não eram como eu imaginava. Que infelizmente, nessa nossa idade, a maioria dos “relacionamentos” acaba antes mesmo de realmente começar.  E se é assim, como superar o passado (os ex’s) e encarar o presente (o atual)?

Primeiramente, acho que depois do fim de um relacionamento, seja ele qual e como for, se deve dar um tempo de compromissos – nunca do amor. Pra limpar a mente, esvaziar e reconstruir o coração e claro, se modificar fisicamente. Começar um novo relacionamento, requer muito amor e certeza. Aquela coisa de encontrar alguém parece esquecer outro alguém, nunca funciona. Ao invés de deixar para trás, começam a surgir as comparações. Na maioria dos casos, o presente nunca parecerá tão bom quanto o passado.

Umas das melhores coisas que o fim de um relacionamento nos trás, é a vontade extrema de mudar. Seja a cor do cabelo, a foto do perfil ou a maneira de ver as determinadas coisas.

É importante a gente colocar na cabeça, que toda fase, mesmo ela sendo difícil e parecendo eterna, deve ser aproveitada ao máximo. Eu por exemplo, nessa época pós termino de namoro/rolo, transformava todas as minhas as minhas incertezas e tristezas em textos. Foi assim que nasceu o depois dos quinze, e será assim que futuros novos blogs surgirão por aí.

Pra mim, a gente ama pra sempre e se apaixonada por um determinado tempo. O movimentar das borboletas, acontece quando esses dois sentimentos existem ao mesmo tempo. Mas, infelizmente isso, na inconstante adolescência, quase nunca dura pra sempre. Aí, num belo dia, quando as diferenças superam a admiração, a paixão se vai. Mas o amor não, o amor continua alí.

E com o tempo, em algumas horas até muito inapropriadas, quando você acha que já superou tudo, ele te mostra que ainda existe algo dele dentro de você. Acredite, é perfeitamente normal que o seu coração ainda balance. Ninguém consegue esquecer uma pessoa pra sempre, é como se existisse um armário dentro do nosso coração, e em sua última gaveta, ainda existam todas as lembranças e momentos.

Pessoas são insubstituíveisCargos iguais, sentimentos diferentes!

Vi aqui!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: